O @bourbonhoteis Hotel Bourbon atualizou o nível de bicicletários ruins. Entorta até Penny-farthing

O diretor-geral da Aliança Bike, Daniel Guth, postou no Twitter um exemplar da atualização da bizarrice dos bicletários entorta-rodas, odiados por 100 de 100 ciclistas em todo o mundo. Foi produzida pela rede de Hoteis @BourbonHoteis Convention, localizado na avenida Ibirapuera, na Zona Sul da capital paulista.

“Bicicletário para 10 bicicletas mas que, na verdade, só duas estacionam. Fail”, escreveu o cicloativista. Em resposta ao tuíte, Rafael Calabria, especialista em mobilidade do Idec, desabafou: “Véio, Precisamos falar disso. Não aguento mais ir em mercado e ver entorta rodas. Nem vou comentar essa tosquice aí”.

Hotel Bourbon Ibirapuera oferece estrutura ineficiente como bicicletário
Foto: Daniel Guth

Bicicletários entorta-rodas são aqueles objetos imprestáveis que os setores de “facilities” de shoppings, supermercados e condomínios resolvem adotar para “não ter ciclista enxendo o saco” ou para dar o tom da sustentabilidades ESG. Esse do Bourbon é um exemplo. Os unicos lugares seguros para amarrar a bicicleta são nas laterais. Se colocar o pneu das grades, vai ficar difícil colocar a corrente e a bicicleta vai ficar instável, podendo cair.

Quem produziu essa peça desconhece qualquer necessidade de ciclistas. Parece que contrataram um serralheiro que achou estar fazendo uma obra de arte. Nunca se viu um paraciclo dessa altura. Parece que ele queria permitir inclusive o estacionamento daquelas bikes “penny-farthing”, pois só isso explica tais dimensões.

Ciclista em Cracóvia, na Polônia pedala uma Penny-farthing.
Foto de Agnieszka Kwiecień 30/05/2005 – CC

Bicicletários que entortam rodas também podem danificar dentes da coroa do pedivela e permitem inclusive que o quadro da bicicleta seja roubado, pois ela vai ficar amarrada pela roda. O ideal, é que sejam instalados paraciclos em U invertido, desses que você vê nas calçadas.

Paraciclos em U invertido são os mais indicados

Antes de instalar um bicicletário, sugerimos consultar especialistas em mobilidade que conhecem as necessidades de ciclistas.

O blog Prefiro ir de Bike fez um texto com todos os exemplos de bicicletários, os bons e os ruins. Vale ler.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.