Últimas da bicicleta: TCM julga edital de ciclovias em SP e Abraciclo se reúne com secretário de mobilidade paulistano

A Abraciclo se reuniu nesta semana com o secretário de Mobilidade de São Paulo, Levi Oliveira. O encontro apareceu na agenda do secretário. O vice-presidente do setor de bicicletas, Cyro Gazola, esteve com outros executivos da associação para discutir propostas de incentivo ao uso de bicicleta.

Primeiro encontro

A reunião é um alento para quem pedala. Desde que assumiu o posto em 1º de janeiro deste ano, foi o primeiro encontro do novo secretário de Mobilidade e Transportes da Capital com algum representante do setor de bicicletas. Na agenda de janeiro de Levi, houve reuniões com funcionários da CET e da SMT para falar sobre Bike Box (aquele espaço para ciclistas e motociclistas nas ruas à frente dos carros nos faróis) e discutir o Plano Cicloviário com o chefe de gabinete do prefeito, Vitor Sampaio.

Levi Oliveira ainda não se apresentou para ciclistas integrantes da Câmara Temática da Bicicleta. A primeira videoconferência do ano foi tocada pela assessoria técnica da CET. Levi Oliveira, no entanto, participou das reuniões das câmaras temáticas do transporte escolar, da mobilidade a pé e das motocicletas.

Bikes sem freios

Por falar em Abraciclo, a associação que reúne as indústrias que produzem bikes em Manaus divulgou a produção de 2020. Foram 675 mil bicicletas produzidas, queda de 27,7%em relação a 2019, que teve 919,9 mil bicicletas produzidas. Os motivos: além das interrupções nas fábricas por causa da pandemia os fornecedores globais, sobretudo os chineses, não dão conta da demanda. Atualmente, faltam sistemas de freios, transmissões, suspensões e selins. Espera-se que a produção normalize-se no segundo semestre.

Agora vai?

Em relação ao Plano Cicloviário, entrou na pauta da 21ª sessão de julgamento do Tribunal de Contas do Município de São Paulo o acompanhamento do processo que suspendeu o primeiro edital de construção de ciclovias feito pela primeira gestão de Bruno Covas. A licitação foi interrompida pelo TCM em setembro do ano passado por apresentar irregularidades. Com valor de 11,9 milhões, o edital contrataria as empresas que construirão novas ciclovias na Capital, sobretudo em pontes e na Radial Leste.

A sessão de julgamento do TCM contempla encontros virtuais dos conselheiros por 15 dias corridos e começa no dia dois de fevereiro. Quem tiver interesse pode acompanhar as reuniões na página do TCM.

Crédito da Foto de abertura: Rogério Viduedo – Ciclofaixa em implantação na avenida Vicente Azevedo no Parque Continental, zona oeste de São Paulo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.