Na América Latina, só Bogotá aparece na lista das 20 cidades mais amigáveis a ciclistas no mundo

Publicada a cada dois anos desde 2011, o Copenhagenize Index é um ranking holístico que traz as 20 cidades mais amigáveis para se pedalar ao redor do mundo. Mas, para nós brasileirxs, não há muito o que comemorar. Publicado recentemente, o índice de 2019 traz apenas Bogotá, capital da Colômbia, como representante da América Latina. Ela aparece em 12º lugar.

O Rio de Janeiro chegou a figurar em 2011 e 2013 e Buenos Aires apareceu em 2015. Em 2017, a América do Sul ficou de fora.

Nesta quinta edição do Index, foram avaliadas e classificadas mais de 115 cidades usando 14 parâmetros que se concentram na ambição, cultura e paisagem urbana.

A capital da Dinamarca, Copenhague, mantém o primeiro lugar há três edições. Amsterdã e Utrecht, ambas na Holanda, têm se revesado no segundo lugar. Todas as três permanecem como modelos a serem perseguidos. São as cidades com um índice que chega em torno de 90% de amabilidade aos ciclistas. Ou seja, têm tudo para incentivar as pessoas a usar a bicicleta. Possuem infraestrutura de qualidade, sinalização, segurança e bicicletários.

Com já impressionantes 540 quilômetros de ciclovias e outros 200 quilômetros com dinheiro reservado para execução em 2020, Bogotá tem meta declarada de ter uma ciclovia a 500 metros de cada residência, e ela não parecem querer diminuir o ritmo tão cedo.

A taxa de uso da bicicleta como transporte saltou de 6% para 9% apenas nos últimos dois anos e a cidade está buscando uma meta de 10% até 2020, que, diferentemente da outra segmentação da cidade, parece estar ao alcance. Como comparação, São Paulo tem uma proporção de uso da bicicleta como modal em torno 0,9%, segundo pesquisa do Metrô.

A implantação da infraestrutura também foi vinculada ao Bus Rapid Transit (BRT), com pelo menos 13 garagens de bicicleta localizadas nas estações de BRT e planeja trabalhar com a administração do metrô para construir estacionamentos subterrâneos adicionais para bicicletas. Já existem 2.500 pontos de estacionamento de bicicletas ao longo das vias e a cidade planeja construir 13.000 novas vagas até 2027.

Vale dizer que em Bogotá, em todos os domingos desde 1974, as ruas da cidade se transformam em uma imensa ciclovia que atende mais 1,5 milhão de pessoas das 7 da manhã às 2 da tarde. Assumida pela prefeitura municipal, a ação possui reconhecimento mundial pelos efeitos na saúde da população. Saiba mais aqui


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.