Dia Nacional do Ciclista. Você faria um minuto de silêncio ao meio dia por quem morreu pedalando?

Hoje é o Dia Nacional de Ciclista, mas não há o que comemorar. Podemos sim, nos unirmos em pensamento ao meio-dia em ponto e fazer silêncio por um minuto, por respeito e por reflexão.

Por apenas um minuto, podemos enviar nossas boas vibrações para todas as pessoas que andam de bicicleta, para que elas possam chegar seguras ao destino.

E também pelas famílias das vítimas ciclistas!

Quando surgiu a data?

No dia 19 de agosto de 2006, o biólogo e ciclista Pedro Davison pedalava no Eixo Sul de Brasília, uma grande avenida do Distrito Federal e foi atropelado por um bêbado que dirigia um automóvel. Morreu ali mesmo.

Para não deixar a tragédia no esquecimento, amigues e familiares se juntaram à ONG Rodas da Paz e reuniram 25 mil assinaturas de pessoas. Com elas, conseguiram a aprovação do Congresso Nacional, que transformou a data em lei.

Mas isso só aconteceu em 2017, onze anos depois. Tem uma reportagem legal do site Vá de Bike, contando a luta para conseguir apoio para aprovar a lei.

E tem um documentário muito bom para ser visto, o Lulu Vai de Bike, de Edson Fogaça, de 2018. Diz a sinopse:

“É o aniversário de Lulu e ela tem um compromisso no outro lado da cidade. Seus avós querem buscá-la de carro, mas ela prefere ir de bicicleta! No caminho, ela encontra amigos e conhece pessoas, o que a faz chegar atrasada ao evento”.

Esse evento é uma reunião de amigues com a família do pai dela, o Pedrinho. Eles vão fazer uma homenagem a ele no local onde aconteceu o atropelamento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.