Internacional Segurança Viária

Visão Zero adotada em Oslo manteve ciclistas e pedestres vivos em 2019

Além de restringir automotores no centro a cidade removeu 700 vagas de estacionamento para dar lugar a 59 km de ciclovias e pequenas áreas verdes.

A capital da Noruega não registrou qualquer morte de ciclistas ou pedestres em ruas e avenidas em 2019. O motivo: a administração está totalmente comprometida com a Visão Zero, na qual toda vida é importante e nenhuma morte é tolerada no trânsito.

A notícia me chegou pela newsletter Streetsblog e foi escrita por Aaron Short em 3 de janeiro de 2020. Ele usou o texto para cobrar autoridades dos Estados Unidos, cujas cidades apresentam exatamente o inverso, com aumento no número de mortes causadas por automotores.

E vale também para autoridades Brasileiras. São Paulo, por exemplo, adotou o conceito de Visão Zero mas, para 2020, projetou uma meta de reduzir o índice de mortes no trânsito por 100 mil habitantes de 6,95 para 6.

É uma redução bem modesta, ainda mais com os índices aumentando desde que o ex-prefeito e atual governador João Dória aumentou os limites de velocidades nas marginais para agradar eleitores em 2017.

No ano passado, até outubro, 737 pessoas morreram no trânsito paulistano, contra 707 em 2018 e 751 em 2017. O número de ciclistas também aumentou. No primeiro semestre do ano passado, foram 69% mais fatalidades do que no ano anterior (13 para 22).

Vale ler a reportagem do Streetsblog. Uma parte está disponível abaixo.

Com uma população comparável a Portland, Oregon, Oslo registrou apenas uma fatalidade no trânsito: um motorista que esmagou seu carro em uma cerca, informou o jornal norueguês Aftenposten.

O status de Oslo como segura para pedestres e ciclistas não ocorreu da noite para o dia. O caminho ao Visão Zero foi pavimentado com uma mistura de regulamentos que diminuíam a velocidade, impedindo entrada de carros em determinadas áreas, expandindo a rede de bicicletas e acrescentando medidas para acalmar o tráfego perto de escolas.

Evolução de mortes no trânsito em Oslo

A medida mais significativa adotada por autoridades de Oslo foi elaborar um plano em 2015 que restringiu a entrada de carros no centro da cidade e e aumentou o valor das taxas para ingressar e estacionar no centro da cidade.

E a segurança aumentou ainda mais quando, a partir de 2017, cidade removeu 700 vagas de estacionamento para dar lugar a 59 km de ciclovias e pequenas áreas verdes.

A proibição de usar o carro no centro da cidade entrou em vigor no início de 2019 e, apesar das suspeitas, foi considerada um modelo para outras metrópoles seis meses depois. As cidades dos EUA demoraram a acompanhar esse sucesso, embora Nova York e São Francisco recentemente tenham acrescentado ruas sem carros à malha viária.

Os líderes de Oslo também procuraram domar motoristas agressivos em outros bairros. Eles reduziram drasticamente os limites de velocidade dentro e fora das áreas centrais, expandiram a rede de bicicletas e estabeleceram “Hjertesoners” ou “zonas cardíacas” onde os veículos não têm permissão para buscar ou deixar crianças em torno de cada escola primária. Nova York é especialmente ruim nisso, como o Streetsblog NYC já relatou.

“Quanto mais você segrega os diferentes grupos de ruas, menor o risco de acidentes de trânsito graves e então vemos que o limite de velocidade foi menor em várias vias”, disse Christoffer Solstad Steen, porta-voz da organização de trânsito norueguesa Trygg Trafikk.

Não é apenas Oslo que conseguiu conter acidentes fatais. Todo o país escandinavo sofreu apenas 110 mortes no trânsito no ano passado, de uma população de 5,3 milhões, uma queda de quatro vezes desde 1985, quando 482 pessoas perderam a vida na estrada.

As autoridades norueguesas atribuíram o sucesso a um foco intenso na segurança no trânsito entre diferentes governos, independentemente de sua afiliação política.

“Nosso objetivo é garantir viagens seguras para todos”, disse a conselheira da Embaixada Real da Noruega, Susanne Juell Gudbrandsen, ao Streetsblog. “Oslo é a maior cidade e tem o tráfego mais pesado do país, por isso é particularmente bom ver que os números de mortes caíram lá recentemente”.

As estradas do país são mais seguras, embora haja mais veículos nelas. Os noruegueses possuíam 2,75 milhões de automóveis de passageiros em 2018 e 148.000 carros novos foram vendidos no país naquele ano, um aumento de quase 50% desde 2009, quando 99.000 carros foram vendidos.

Mas Oslo está se movendo em direção a um futuro sem carros. A cidade espera dobrar o número de viagens em bicicletas para 16% até 2025 e reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 95% em relação aos níveis de 1990 até 2030.

Leia a publicação original no site Streetsblog.

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Silvia e Nina

de BICICLETA todos os dias pela cidade de São Paulo desde 1989

Bicicletismo

O primeiro site sobre bicicleta & ciclismo em Foz do Iguaçu - PR

Revista Bicicleta

Viva a bicicleta!

Emotional Cycling

Redescobrindo emoções através do ciclismo.

VIVIMETALIUN

Pensamos demasiadamente e sentimos muito pouco. Necessitamos mais de humildade que de máquinas. Mais de bondade e ternura que de inteligência. Sem isso, a vida se tornará violenta e tudo se perderá. Charles Chaplin.

Bicicletada Curitiba

A rua é de todos!

BICYCLE DUTCH

All about cycling in the Netherlands

Europe Bike Travel

Sharing Experiences traveling by bicycle.

Bike Zona Sul

Nosso norte é o Sul!

Bike aos pedaços

Notícias do mundo da bike, avaliações, informações, lançamentos, dicas e novidades

Depressão com Poesia

SOBRE SAÚDE MENTAL E POESIAS

Humberto Abdo

Repórter cultural em São Paulo

maismaismedicina

blog para a divulgação e discussão de temas médicos de interesse geral

Jornal Bicicleta

Notícias sobre cultura e mercado da bicicleta

Discover

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Longreads

The best longform stories on the web

The Daily Post

The Art and Craft of Blogging

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

%d blogueiros gostam disto: