Ativistas tentam convencer governo do João Dória a regulamentar a Lei 16.748/18 e pedalar em paz na Rota Márcia Prado

A foto de abertura foi tirada na interligação das Rodovias Anchieta e Imigrantes durante a última vez que ocorreu a Tradicional Descida a Santos, em 1º de Dezembro de 2019. À esquerda, o advogado Aparecido Inácio e, à direita, o eletricista e fotógrafo Anderson Sutherland. Eles seguram a faixa cobrando o governador João Dória Junior (PSDB), que naquele mês completava 11 meses no cargo, e que nunca moveu uma palha para regulamentar a lei que criou a Rota Márcia Prado, sancionada pelo antecessor, Márcio França (PSB).

Essa lei estabelece que ciclistas têm direito a toda uma estrutura de segurança para pedalarem de São Paulo a Santos, usando para isso parte da Rodovia dos Imigrantes, o Parque Estadual da Serra do Mar e uma vez na Baixada Santista, parte da Rodovia Anchieta. É um assunto que interessa às cidades de São Bernardo do Campo, Cubatão, Santos e São Vicente, pois tem potencial de atrair milhares de ciclistas por final de semana gerando divisas com o turismo. Mas não é de interesse da Ecovias, que administra as rodovias.

Por isso, todo mundo que tem interesse em continuar indo para Santos de Bicicleta precisar acompanhar a reunião que haverá entre ativistas do Ciclocomitê Paulista com o pessoal do governo. Será nesta terça-feira, 08 de março de 2022, pelo youtube da Artesp e será transmitida ao vivo.

O link está abaixo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.