“Não Me dê flores, me dê respeito no trânsito. Bike Anjas exibem filmes no Dia Internacional da Mulher

Em comemoração ao #8M Dia Internacional da Mulher, as Bike Anjas vão exibir a partir das 8 da noite no Jitsi Meet – https://meet.jit.si/salabikeanjo a sessão de filmes comandados por mulheres, “Não me de flores, me de respeito no trânsito”. Após a exibição, quem estiver na sala poderá bater um papo e discutir como a bicicleta influencia na liberdade e segurança das mulheres.

Veja a programação:

20 horas – O ônibus e a monaretinha – Tássia Furtado conta a história do dia em que pegou a Monareta do amigo para dar uma volta nas ruas de Porto Alegre (RS) e sentiu medo de morrer.

20h05 – Bibi de Bike – Bianca Macêdo apresenta a cidade de Fortaleza (CE) em cima de uma bicicleta de maneira didática e descontraída.

20h15 – Mama Agatha – Imigrante de Gana, na África, Agatha Frimpong, ensinou milhares de mulheres também imigrantes a pedalar sem medo em Amsterdã (Holanda) e assim conquistarem mais liberdade e autonomia. Documentário premiado.

20h45 – Pedale como uma Guria – Mulheres ciclistas de Porto Alegre (RS) contam como são empoderadas pela bicicleta.

21h15 – Ovarian Psycos – Documentário mostra como mulheres marginalizadas em Los Angeles (EUA) criaram uma rede de proteção mútua a partir da adoção da bicicleta como meio de transporte.

Para mais informações, visite as páginas Bike Anjo no Facebook e Instagram

Crédito da foto: captura de tela do curta Ovarian Psycos – Woman Make Movies

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.