Só 13 do 24 bicicletários da CPTM estão abertos ao público

Desde o início da pandemia, a CPTM reduziu pela metade o número de bicicletários para uso do público. Dos 24 existentes, só 13 estão em funcionamento, o que tem prejudicado muita gente que depende da bicicleta para chegar às estações de trem.

Na estação São Miguel Paulista, por exemplo, que tem 208 vagas, quem dependia dessa infraetrutura para ir trabalhar está amarrando as bicicletas nos gradis que cercam a linha de trem.

Em princípio, a CPTM queria fechar todos os bicicletários existentes, mas voltou atrás depois do governador do Estado pedir que mantivessem as estruturas funcionando.

Fechar parte dos bicicletários é parte da estratégia da empresa para “preservar a saúde e a vida dos colaboradores, organizando a escala, contribuindo com as medidas de precaução e recolhimento que o momento exige”.

Estão abertos os bicicletários das estações Franco da Rocha e Vila Aurora (Linha 7), Itapevi e Jardim Silveira (Linha 8), Jurubatuba e Autódromo (Linha 9), Tamanduateí (Linha 10), Suzano e Ferraz de Vasconcelos (Linha 11), USP Leste, Jardim Helena-Vila Mara e Itaim Paulista (Linha 12) e Cecap (Linha 13).

A CPTM informou ainda que pretende reabrir todos os bicicletários nas “próximas semanas”.

Veja neste vídeo de Rogério Raimundo, como usuários estão fazendo para amarar bicicletas no entorno da estação São Miguel.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.