Por enquanto é só anúncio e projeto; mas é melhor do que nada

Curitiba anunciou hoje que irá retirar vagas de estacionamentos de veículos no entorno do mercado municipal para instalar ciclovias temporárias e aumentar as calçadas. A medida visa dar mais espaço para distanciamento à população que vai frequentar o local após o relaxamento das medidas de isolamento.

É a primeira medida anunciada por alguma grande cidade no Brasil. E só vai funcionar inicialmente aos sábados, dias de maior movimento no mercado e lojas vizinhas.

Na semana passada, a União dos Ciclistas Brasileiros emitiu uma nota pedindo mais ação do poder público para o estímulo ao uso da bicicleta no pós-pandemia e a ONG Sampapé criou a campanha Ruas para a Mobilidade Ativa Durante a Pandemia. Ela visa pressionar o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, e o secretário de Mobilidade e Transporte, Edson Caram a criarem não só ciclovias temporárias, mas também aumentar calçadas para que pedestres possam caminhar com mais distanciamento.

Além de Curitiba, talvez Niterói anuncie algum programa. O secretario de planejamento da cidade, Alex Grael foi citado em nota publicada pela colunista Ana Claudia Guimarães de O Globo na edição de 24/05. Ele teria dito que anunciaria a criação de ciclovias temporárias em alguns bairros da cidade, como Icaraí, São Domingos e Gragoatá.

Outra atitude “antes tarde do que nunca”, vem da Câmara dos Vereadores de São Paulo. O vereador Caio Carneiro escreveu um projeto de Lei para estimular o uso da bicicleta na cidade no combate o contágio pelo Covid-19 no pós-corona.

“São Paulo pode se beneficiar imensamente do aumento do número de ciclistas e de outros modais alternativos de transporte individual, em decorrência da diminuição dos usuários de transportes públicos, especialmente para pequenos deslocamentos”, defende o vereador.

A lei está em tramitação e foi inspirada em um plano adotado na França lançado em 11 de maio de 2020. Além de ciclovias temporárias, ele prevê incentivos para manutenção de bicicletas, programas online de formação e criação de um selo de sustentabilidade a ser exibido por empresas que incentivarem funcionários a se deslocarem de bicicleta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.