Opinião

Bruno Covas: não recomende a bicicleta para evitar coronavírus sem oferecer estrutura que garanta segurança

Antes de tomar qualquer medida nesse sentido, use o bom senso e chame cicloativistas para garantir a execução de um plano eficaz

O prefeito de São Paulo acaba de anunciar que cancelou todos os eventos da cidade que provoquem aglomerações de pessoas de modo a conter o espalhamento do COVID-19, doença provocada pelo coronavírus.

NO entanto, é certo que os melhores locais para se contrair gripes é dentro de vagões de trem, metrô e nos ônibus lotados que respondem por 35% das viagens que acontecem na região metropolitana.

No gabinete da crise, é provável que alguém já tenha sugerido aos ouvidos do Bruno Covas – e também ao governador do Estado – para encorajar o uso de bicicletas ou a caminhada para evitar o espalhamento do vírus dentro do transporte público.

Mas vai aí uma sugestão: Covas, ouça os cicloativistas antes para não entrar em contenda semelhante à qual Bill De Blasio, o prefeito de Nova York, enfrentou por lá. O gestor sugeriu aos novaiorquinos que, se puderem, usem bicicletas ou caminhem para o trabalho e assim evitem a contaminação.

O problema é que em Nova York não há ciclovias em toda a cidade e, tal como em São Paulo, é comum motoristas invadirem ou estacionarem nas vias segregadas ao ciclista. Lá, também é normal motoristas avançarem em ciclistas que pedalam em locais sem ciclovias e nos bairros afastados do centros não existe vias segregadas.

A Transportation Alternatives, entidade que briga para a cidade ter ruas mais seguras para pedestres e ciclistas, enviou carta demandando soluções imediatas diante do aumento do número de ciclistas nas ciclovias da cidade. Ela cita como exemplo, ações adotadas para reduzir uso de automóveis durante a Assembléia Geral das Nações Unidas.

Dentre as medidas estão a tolerância zero para carros estacionados nas ciclovias; interrupção das multas que a polícia da cidade aplica nos ciclistas; criação de ciclovias pop-up (tipo as nossas ciclofaixas de lazer, de modo a tirar uma faixa dos carros para dar a ciclistas); construir rapidamente bicicletários nas ruas e calçadas; exigir que prédios comerciais permitam funcionários a entrar com a bicicleta; e levar o sistema de bicicletas compartilhadas Citi Bike para os guetos a cidade, para que população carente se beneficie também.

Porém, a gente sabe que a Prefeitura de São Paulo anda com pneu murcho em termos de incentivar o uso da bicicleta na cidades. Apesar de estar promovendo manutenção nos cerca de 500 quilômetros de ciclovias da cidade e ter prometido mais 170 até o final do ano, a cidade não consegue garantir a segurança de ciclistas durante as obras de requalificações. E mais:

Não consegue voltar com as atividades da ciclofaixa de lazer.

Perdeu dois bicicletários públicos na Praça dos Arcos e no Metrô Paraíso.

Tem dificuldade de levar bicicletas compartilhadas para as periferias.

Demorou três anos para construir os primeiros 50 metros de novas ciclovias.

Por isso, prefeito, no caso de alguém sugerir essa ação, diga que é melhor ficar calado, pois ao encorajar pessoas a usar a bicicleta sem que elas tenham segurança para fazer isso, será sua a responsabilidade.

RV

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Silvia e Nina

de BICICLETA todos os dias pela cidade de São Paulo desde 1989

Bicicletismo

O primeiro site sobre bicicleta & ciclismo em Foz do Iguaçu - PR

Revista Bicicleta

Viva a bicicleta!

Emotional Cycling

Redescobrindo emoções através do ciclismo.

VIVIMETALIUN

Pensamos demasiadamente e sentimos muito pouco. Necessitamos mais de humildade que de máquinas. Mais de bondade e ternura que de inteligência. Sem isso, a vida se tornará violenta e tudo se perderá. Charles Chaplin.

Bicicletada Curitiba

A rua é de todos!

BICYCLE DUTCH

All about cycling in the Netherlands

Europe Bike Travel

Sharing Experiences traveling by bicycle.

Bike Zona Sul

Nosso norte é o Sul!

Bike aos pedaços

Notícias do mundo da bike, avaliações, informações, lançamentos, dicas e novidades

Depressão com Poesia

SOBRE SAÚDE MENTAL E POESIAS

Humberto Abdo

Repórter cultural em São Paulo

maismaismedicina

blog para a divulgação e discussão de temas médicos de interesse geral

Jornal Bicicleta

Notícias sobre cultura e mercado da bicicleta

Discover

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Longreads

The best longform stories on the web

The Daily Post

The Art and Craft of Blogging

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

%d blogueiros gostam disto: