Uncategorized

Mulheres vencem preconceito e passam a pedalar na Síria

Movimento estimulou cultura da bicicleta em Damasco e impulsionou negócios

Por Laurie Goering, da Fundação Thomson Reuters

Dois anos após o início da guerra na Síria, Sarah Zein descobriu que a jornada diária para chegar na universidade em Damasco tinha ficado impossível.

Trânsito intenso e muitos postos de controle transformavam uma jornada de 15 minutos de caminhada em quase uma hora. Então, Zein fez algo ousado: ela tirou da garagem a bicicleta que usava na infância.

É forte na Síria os tabu sobre mulheres que andam de bicicleta. “Há uma crença de que os assentos de bicicletas defloram as mulheres e a virgindade é uma grande preocupação”, disse a jovem de 24 anos.

Por isso, uma viagem para a universidade poderia ser muito mais rápida, mas não divertida.

“Eu não esperava o espanto das pessoas e nem o assédio sexual”, lembrou Zein. “Os homens gritavam: ‘Eu gostaria de poder ser seu assento de bicicleta’. Fui para casa chorando”.

No início ela não sentiu que tentaria pedalar novamente. Mas, no final, passou a pedalar para a universidade junto com uma colega e, gradualmente, outras mulheres aderiram.

“Percebi que se eu e todas desistissem, quem faria a mudança? É nossa responsabilidade”, disse ela durante o encontro de negociações climáticas da ONU em Katowice, Polônia, em dezembro do ano passado.

“Não gosto da ideia de que mulheres sejam vítimas. Devemos agir. Devemos fazer algo a respeito. Temos que proteger nossos direitos”, disse ela à Thomson Reuters Foundation.

Zein agora lidera o “Yalla Let’s Bike“, um movimento social que ajudou a fazer com que mais de quatro mil mulheres pedalassem nas ruas da capital da Síria.

Trabalhando com o governador de Damasco, o grupo promoveu a instalação dos primeiros 10 km de ciclovias na cidade, além de novos parques de bicicletas.

Também liderou o treinamento para mulheres, com 32 instrutoras ensinando outras a pedalar.

O movimento organizou passeios de bicicleta em massa para homens e mulheres que atraíram até mil pessoas, incluindo uma pelas ruas de Homs, cidade devastada pela guerra civil.

A iniciativa de ciclismo está ajudando a reduzir as emissões de gases do efeito estufa na congestionada capital da Síria, tirando mais pessoas dos carros, enquanto abre novas liberdades para as mulheres, disse Zein.

É também um ponto que se destaca em uma nação arrastada por quase oito anos de conflito e destruição.

“Há pessoas lá fora tentando fazer algo (positivo)”, disse a jovem ciclista.

O trabalho de Zein foi reconhecido pela iniciativa “Momentum for Change” da ONU , que apresenta soluções inovadoras para lidar com a mudança climática por comunidades, cidades, empresas e outros.

A chefe do clima da ONU, Patricia Espinosa disse durante a conferência que o projeto de Damasco mostrou uma ação climática possível mesmo em alguns dos lugares menos promissores.

“Seja criativa e encontre uma maneira de fazer as coisas – mesmo quando as condições normalmente sugiram que há pouca esperança de que você possa mudar alguma coisa”, ela insistiu.

“Meninos e homens têm bicicletas. Eles aprendem a andar de bicicleta”, disse Zein, que estudou literatura francesa.

O movimento de ciclismo de Zein, organizado em parte através do Facebook, enfrentou muitos desafios, até porque poucas mulheres em Damasco sabiam inicialmente como pedalar ou tinham acesso a uma bicicleta.

Mas quando montou um primeiro passeio em massa para mulheres, o grupo teve que dizer aos participantes onde alugar bicicletas e organizar aulas para eles, disse ela.

Superar objeções de pais e outros parentes também levou tempo – embora tenha se tornado mais fácil à medida que mais mulheres saem às ruas.

Além dos benefícios para o clima e os direitos das mulheres, o ciclismo é bom para a saúde mental, disse ela.

“Você se sente feliz quando anda de bicicleta, mais do que com qualquer outra fonte de transporte”, disse Zein, que agora trabalha com questões de deficiência para o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.

“Está cientificamente provado. Libera endorfinas. Você está conectado com a natureza.”

Agora, quatro anos depois de lançar sua campanha, ela frequentemente vê outras mulheres saindo de bicicleta quando ela vai para algum lugar em sua bicicleta, ela disse.

As vendas de bicicletas em Damasco, enquanto isso, aumentaram 60% nos últimos dois anos – e as lojas relatam que 40% dos compradores são mulheres.

Em uma bicicleta, “eles se sentem livres”, disse Zein. “É libertar as mulheres.”

Tradução do texto original da Thomson Reuters Foundation, braço beneficente da Thomson Reuters, que cobre notícias humanitárias, mudanças climáticas, resiliência, direitos das mulheres, tráfico e direitos de propriedade. Visite http: // news.trust.org/climate)

Foto: Facebook Yalla Let´s Bike

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Silvia e Nina

de BICICLETA todos os dias pela cidade de São Paulo desde 1989

Bicicletismo

O primeiro site sobre bicicleta & ciclismo em Foz do Iguaçu - PR

Revista Bicicleta

Viva a bicicleta!

Emotional Cycling

Redescobrindo emoções através do ciclismo.

VIVIMETALIUN

Pensamos demasiadamente e sentimos muito pouco. Necessitamos mais de humildade que de máquinas. Mais de bondade e ternura que de inteligência. Sem isso, a vida se tornará violenta e tudo se perderá. Charles Chaplin.

Bicicletada Curitiba

A rua é de todos!

BICYCLE DUTCH

All about cycling in the Netherlands

Europe Bike Travel

Sharing Experiences traveling by bicycle.

Bike Zona Sul

Nosso norte é o Sul!

Bike aos pedaços

Notícias do mundo da bike, avaliações, informações, lançamentos, dicas e novidades

Depressão com Poesia

SOBRE SAÚDE MENTAL E POESIAS

Humberto Abdo

Repórter cultural em São Paulo

maismaismedicina

blog para a divulgação e discussão de temas médicos de interesse geral

Jornal Bicicleta

Notícias sobre cultura e mercado da bicicleta

Discover

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Longreads

The best longform stories on the web

The Daily Post

The Art and Craft of Blogging

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

%d blogueiros gostam disto: