Novo secretário de mobilidade de S.Paulo foi flanelinha em Santos e brigou para retirar ciclofaixa na Mooca

O mais novo secretário e Mobilidade e Trânsito da Cidade de São Paulo (o quinto em quatro anos) se reelegeu vereador na capital paulista com pouco mais de 23 mil votos. Atualmente no partido Democratas, Ricardo Teixeira é um tipo do centrão paulistano e anda para onde o vento sopra.

Já foi filiado ao PSDB, PV e Pros e seu primeiro trabalho foi como flanelinha em Santos (SP) aos seis anos de idade, quando vigiava carros no entorno do estádio Urbano Caldeira, na Vila Belmiro.

Há várias biografias do secretário pela internet, onde se conta toda a história dele. Que começou como estagiário na Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) enquanto estudava engenharia na FEI, de São Bernardo do Campo (SP). Depois foi para o Dersa e DER e também assumiu cargos de secretário municipal de meio ambiente e subprefeituras em gestões de José Serra (PSDB) /Gilberto Kassab (DEM/PSD) e do Fernando Haddad (PT).

Nessa gestão petista, ele chegou a ser impedido pela justiça de assumir o cargo devido à condenações por improbidade administrativa.

Para cicloativistas, sua presença na cadeira dos Transportes é vista com reservas devido às ações que ele protagonizou para dificultar a vida de ciclistas.

Em 2015, já no Democratas, protocolou um projeto de lei na Câmara dos Vereadores de São Paulo visando multar ciclistas em R$ 100,00 no caso de pedalarem sem capacete nas ciclovias, ciclorrotas e ciclofaixas da cidade. O projeto chegou a ser aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça ainda que o Código de Trânsito Brasileiro não obrigue o uso do equipamento. No entanto, não chegou a ser votado em plenário.

A justificativa era que “diversos acidentes com ciclistas teriam sido menos graves se o ciclista estivesse usando o capacete, já que geralmente, a cabeça é a parte atingida, o que resulta a morte”.

Em 2018, ele atuou para retirar uma ciclofaixa na região da Moóca/Belenzinho. Ele pede, em vídeo publicado no YouTube, que o então prefeito Bruno Covas retire a estrutura na rua Siqueira Bueno, pois é uma “ciclovia inoperante em uma rua que tem comércio”.

O site Vá de Bike fez uma matéria sobre a briga de comerciantes da rua Siqueira Bueno. Na época, quem estava contra ela era o vereador Camilo Cristófaro (PSB). Houve uma audiência pública para debater a estrutura com munícipes. A ciclofaixa está lá até hoje.

Ricardo Teixeira vai substituir Levi dos Santos Oliveira, que foi empossado por Bruno Covas em janeiro deste ano. Outras informações sobre o novo secretário podem ser obtidas aqui no G1.

Foto de abertura: Captura de YouTube – Ricardo Teixeira

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.