Bill De Blasio encoraja novaiorquinos a pedalarem para evitar vírus mas não oferece segurança para isso

Do Streetsblog

Cicloativistas em Nova York estão aumentando a pressão sobre o prefeito Bill de Blasio para que crie mais infraestrutura para ciclistas na cidade. Blasio publicou tuite domingo passado com recomendações para a população evitar o contágio do coronavírus. Dentre elas “considere ir de bicicleta ou caminhar para o trabalho, se possível

Streetsfilm foi às ruas de NY saber a opinião de ciclistas sobre Bill de Blasio incentivar uso de bicicletas para conter vírus

Com texto de Gersh Kuntzman, o StreetsBlog publicou na quinta-feira 12/03 um vídeo do canal Streetfilms. Clarence Eckerson foi às ruas de Nova York para conversar com os ciclistas e o vídeo mostra que embora as pessoas entrevistadas adorem pedalar, definitivamente não gostaram ver o prefeito incentivando o uso da bicicleta para evitar o transporte público sem que a cidade tenha adicionado mais infraestrutura cicloviária que ofereça segurança para quem não é acostumado a esse transporte.

A segunda lista diz Reduce Overcrowding. Traduzindo, reduza a aglomeração: caminhe ou pedale para o trabalho se puder

“A infraestrutura não é acessível a todos”, diz uma ciclista no filme em que são mostradas imagens de ciclovias bloqueadas.

Outro acrescenta: “É meio irritante para políticos eleitos, que dirigem por toda a parte, dizer, ‘sim, pegue uma bicicleta!’ Bem, temos muitos garotos que não conseguem fazer isso e não se sentem seguros”, desabafa.

Uma terceira ciclista, que havia acabado de entrar no Queens pela ponte da rua 59, disse que a ciclovia estava lotada. “É preciso haver mais espaço”, disse ela, referindo-se à extensa cobertura do boom do ciclismo que tornou a infraestrutura existente muito perigosa. “Isso só vai piorar”, completou

O filme foi publicado horas depois que a Transportation Alternatives pediu ao prefeito que fizesse melhorias imediatas na rede cicloviária para lidar com a crise em atitude semelhante realizada pela cidade fez para incentivar o ciclismo e reduzir o tráfego de carros durante a Assembléia Geral das Nações Unidas no ano passado. A atitude é relevante nesses dias em que os ciclistas estão relatando um grande aumento no uso de bicicletas nesta semana.

A prefeitura disse que não atenderia às demandas da TransAlt, dizendo que o plano plurianual Green Wave do prefeito está atualmente sendo implementado conforme prometido.

Carta da TransAlt para responder sugestão do prefeito

Tolerância zero para veículos que bloqueiam as ciclovias

Em outro artigo escrito por Kuntzman, o diretor da TransAlt, Danny Harris, acusa De Blasio de estar provocando aumento da insegurança de quem optar em usar a bicicleta pela primeira vez na cidade ao usar a frase “vá de bicicleta se puder”. Com isso, diz Harris,”impede que o ciclismo seja seguro e acessível a todos.”

O ativista explica que não adianta estimular a demanda em tempos de crise sem um plano adequado que ofereça segurança para todos. Na carta enviada para a prefeitura a TransAlt pede que De Blasio promova mudanças imediatas para tornar o ciclismo uma possibilidade para mais nova-iorquinos” e elencou as demandas:

  • tolerância zero em veículos de propriedade da cidade, particulares ou comerciais que bloqueiam as ciclovias e parar de multar ciclistas. (O prefeito disse no início deste ano que criaria uma Unidade de Visão Zero dentro da polícia de Nova York, mas nenhum detalhe dessa unidade ou de seus esforços foi fornecido.)
  • construir ciclovias pop-up, como as implantadas durante a Assembléia Geral da ONU em setembro passado, “já que o plano da Onda Verde não pode ser implementado da noite para o dia”, disse Harris.
  • reconfigurar rapidamente as principais travessias de East River, incluindo ciclovias separadas e dedicadas nas pontes de Brooklyn e Queensboro. A ponte de Queensboro está especialmente lotada porque pedestres e ciclistas compartilham um único caminho no lado norte da ponte. O número de caminhantes e ciclistas estava aumentando nesse período mesmo antes da atual crise.
  • construir bicicletários na calçada e na rua e exigir que os prédios de escritórios permitam que os funcionários entrem com bicicletas.
  • agilizar a expansão do Citi Bike (bicicletas compartilhadas) em bairros carentes, implantar mais estações e manobristas de bicicletas no distrito comercial central de Manhattan e subsidiar ​​um programa de descontos desse serviço para incentivar novos ciclistas.

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.